PRODUăŇES LITER┴RIAS DEDICADAS └ FORMAă├O

DE REVOLUCION┴RIOS MARXISTAS QUE ATUAM NO DOM═NIO DO DIREITO, DO ESTADO E DA JUSTIăA DE CLASSE

á

KARL MARX E FRIEDRICH ENGELS SOBRE O DIREITO E O ESTADO, OS JURISTAS E A JUSTIăA

 

PopulašŃo, Crime e Pauperismo

 

Deve Existir Algo de Podre em Um Sistema Social Que Aumenta Sua Riqueza Sem Que Sua MisÚria Diminua, Multiplicando-se os Crimes:

As Violaš§es do Direito SŃo, Em Geral, o Resultado de Fatores Econ˘micos Que Se Situam Fora do Controle do Legislador

A Lei Pode NŃo Apenas Punir o Crime, Como TambÚm Pode ProduzÝ-lo, Sendo a Lei dos Juristas de ProfissŃo Muito Adequada Para Atuar Nesse Sentido

 

 

KARL MARX[1]

 

ConcepšŃo e OrganizašŃo, CompilašŃo e TradušŃo

áEmil Asturig von MŘnchen, Agosto de 2008

 

Para Palestras, Cursos e Publicaš§es sobre o Tema em Destaque

Contatará emilvonmuenchen@web.de

 

Voltar ao ═ndice Geral

http://www.scientific-socialism.de/KMFEDireitoCapa.htm

 

 

 

 

(...) Deve existir, com efeito, algo de podre no seio de um sistema social que aumenta sua riqueza, sem que sua misÚria diminua, multiplicando-se os crimes atÚ mesmo mais rapidamente do que o n˙mero de sua populašŃo. (...)

 

As violaš§es do Direito sŃo, em geral, o resultado de fatores econ˘micos que se situam fora do controle do legislador.  

Entretanto, tal como o efeito da Lei sobre os Jovens Criminosos o confirma, o ato de estampilhar determinadas transgress§es de suas regras como crimes ou apenas como contravenš§es depende, em certa medida, da prˇpria sociedade oficial.

Essa diferenciašŃo de apreciašŃo - muito distante de ser indiferente - decide o destino de milhares de pessoas, fixando o tom de moralidade da sociedade.

lei mesma pode nŃo apenas punir o crime, como tambÚm pode produzÝ-lo, sendo a lei dos juristas de profissŃo muito adequada para atuar nesse sentido.

Desse modo, um eminente historiador assinalou, corretamente, o fato de que o clero catˇlico da Idade MÚdia com suas l˙gubres concepš§es sobre a natureza humana, introduzidas por sua influŕncia na legislašŃo criminal de entŃo, provocou mais crimes do que perdoou pecados.

 

 

 

EDITORA DA ESCOLA DE AGITADORES E INSTRUTORES

ôUNIVERSIDADE COMUNISTA REVOLUCION┴RIA J. M. SVERDLOVö

PARA A FORMAă├O, ORGANIZAă├O E DIREă├O MARXISTA-REVOLUCION┴RIA

DO PROLETARIADO E SEUS ALIADOS OPRIMIDOS

MOSCOU - S├O PAULO - MUNIQUE ľ PARIS

 

 



[1] Cf. KARL, MARX. Bev÷lkerung, Verbrechen und Pauperismus (PopulašŃo, Crime e Pauperismo)(23 de Agosto de 1859), in: ibidem, Vol. 13, Berlim : Dietz, 1961, pp. 492 e 493. O presente texto de Marx foi redigido originariamente em lÝngua inglesa e publicado, pela primeira vez, no jornal ôNew-York Daily Tribune (Tribuna Dißria de New York)ö, Nr. 5741, de 16. Setembro de 1859.